Dan Nakagawa convida Ney Matogrosso

25 de Setembro – 21:00
Na Mata Café – Rua da Mata, 70

O Oposto de Dizer Adeus

Direção, Fotografia e Montagem: Halei Rembrandt / Roteiro e Direção de Arte: Dan Nakagawa / Produção: Aline Ridolfi e Fernando Montanha / Maquiagem: Marceli Tobias / Atores: Ken Kaneko, Mariana Tobias, Aline Ridolfi, Renata Jesion, Humberto Golabeh, Anderson Gouvea, Luiz Henrique Tamada e Nelo Johann / Música: Dan Nakagawa

Coração Coragem

Diretor, Editor e Colorista: Gabriel Reis / Diretor de fotografia: Julio Brunnet / Atores: Dan Nakagawa / Maquiador: Marcos Toth / Produtor: Fernando Montanha / Música: Dan Nakagawa

Assim Assim

Direção e Montagem: Daniel Grinspum / Imagens: Paulino Tarraf / Música: Dan Nakagawa e Celso Sim

Todo Mundo o Tempo Todo

Direção e Edição: Daniel Guarda / Direção de Arte: Pedro Paulo de Souza / Direção de Fotografia:Bruno Zanardo / Assistente de Fotografia: Giuliana Ramaglia / Atores: Dan Nakagawa, Daniel Tavares e Renata Fasanella / Figurinista: Glauco Sabino / Produção: Aline Ridolfi e Nathalia Birkholz / Maquiagem: Bia Vianna / Direção de Elenco: Américo Correia / Música: Dan Nakagawa

Eu Sofro Por Amor

Direção: Gustavo Ruiz / Animação e montagem: Ciça Lucchesi /Direção de fotografia: Gustavo Ruiz / Música: Dan Nakagawa

Ganesha

eu rezo pra você ganesha
que da árvore da vida está sentado embaixo
filho de parwati, dono do grande corpo
que possui apenas uma presa e uma tromba
filho de shiva que derrota as najas dançando
eu rezo pra você ó jóia dos meus pensamentos
que o puro intelecto você derrame sobre mim
todos os dias (foto: Vinícius Mariano e Fábio Andrade)

Infinito Instante

Direção e Edição: Daniel Grinspum / Direção de Fotografia: Jorge Maia / Direção de Arte: Dan Zabuski / Atores: Ricardo Gali, Lívia Veratti e Dan Nakagawa / Maquiagem: Dan zabuski e Gabriela Gioria / Figurino: Gabriela Gioria / Música: Dan Nakagawa

O Sol da Meia Noite

(para arthur rimbaud e josé miguel wisnik)

porque é difícil ver o óbvio
a luz do dia tudo é tão normal
ao meio dia é tão claro
que eu mal consigo enxergar
o sol da meia noite é que arde
aturde o mundo sem explicar
chega de caminhos revelados
jogue todos os mistérios no ar
chega de verão hora de sombra e folhas no chão
tristes acordes no violão
eu admiro o seu jeito
aqui não é nada mal
você combina comigo
mesmo no atemporal
me encontre no primeiro trem pra bem longe
sinta o vento nos cabelos e os pés sem chão
a liberdade não existe porque não estamos presos
gal costa e jorge mautner sempre existirão
poeira nos trilhos levanta a solidão
na tarde dourada as cores vem e vão
eu sigo sempre em frente a minha estrela
que as vezes brilha e as vezes não
chega de verão hora de sombra e folhas no chão
tristes acordes no violão
(música: Dan Nakagawa / foto: Ana Shiokawa)

O Oposto de Dizer Adeus

por mais que eu veja os mesmos dias
por mais que eu durma as mesmas noites
eu não me acostumo
por mais que eu erre os meus caminhos
por mais que eu volte ao início
eu não me arrependo
afirmo todos os defeitos, todos os receios exageros
declarações rasgadas de amor, de amor
afirmo todo tempo, mesmo o tempo que virá
afirmo tudo como está
no meio do caminho tortuoso dessa vida
me vi perdido numa tela de cinema, era o meu filme
por mais que o tempo passe tudo fica na memória
no meu coração o meu presente se espalha a vida a fora
porque o oposto de dizer adeus pode se chamar
amor
(música: Dan Nakagawa / foto: Fábio Andrade / na foto: Priscilla Maia)

O Sol da Meia Noite

Direção, Fotografia, Montagem e Direção de Arte: Vitor Vieira / Assistentes: Leila Bana e Cris Lyra / Produção: Vitor Vieira e Cris Lyra / Atores: Angélica di Paula e Dan Nakagawa / Elenco de Apoio: Alessandro Aguipe, Flávia Coelho, Rafael Marques, Kauira Grillo e Luciano Urban / confecção das máscaras: Fábio Andrade, Tatiana Feijó e Dan Nakagawa / Agradecimentos: João Otávio e amigos que acompanharam o processo de edição

 

A Nossa Vida Toda

Direção, Fotografia e Montagem: Alexandre Paschoalini e Adolpho Veloso / Atriz: Lua Sampaio /Direção de Arte: Stefano Azevedo / Operadores de Câmera: Alexandre Pachoalini, João Papa e Rafael Charnet / Produção Executiva: Tany Sanches / Agradecimentos: Caio Garcia e Bruna Alvim / Música: Dan Nakagawa e Daniel Oliva

Todo Mundo o Tempo Todo

Todo coração tem um bosque
Toda maçã tem veneno
Toda princesa tem reino
Todo castelo tem choque
Toda certeza é burra
Todo vazio limita
Toda verdade escapa
Todo amor combina
TODO MUNDO TEMPO TODO
Toda tristeza cessa
Todo silencio irrita
Tudo que é já era
Tudo que é bom termina
Todo outono é lindo
Todo todo tem parte
Todo fim começa
Todo amor tropeça
TODO MUNDO TEMPO TODO
Toda maré tem sua cheia
Todo playboy cocaína
Toda aranha tem teia
Todo tesão contamina
Todo verão tem praia
Toda regra tem falha
Toda corja tem laia
Todo amor espalha
TODO MUNDO O TEMPO TODO
(música: Dan Nakagawa / foto: Ana Shiokawa / na foto Angélica di Paula, Priscilla Maia, Breno Faria e Dan Nakagawa)

A Nossa Vida Toda

eu entrei assim na nossa casa
já sabendo que você e eu não estávamos
só pensava em ver nossa vida  enfim
só pensava em ver as nossas coisas
espalhadas pelo o nosso quarto e sala
misturadas, esquecidas
a minha noite agora é procurar o que não há
e no meu vestido o seu perfume
no meu coração o choro teu
minha noite faz o mesmo frio
eu entrei assim na nossa casa
já sabendo que você e eu não estávamos
só pensava em ver nossa vida enfim
encontrar assim as nossas vidas
confundidas pelos cantos que ficávamos
misturadas esquecidas
você entrou assim e eu deixei na minha vida toda
e me acostumou você deixou com sua vida toda
só queria ver deitados na varanda
a noite com você e continuar
mas a noite está assim a procurar a nossa sala de estar
sei que vou achar mais um pouco do seu
calor
(Música: Dan Nakagawa & Daniel Oliva – Foto de Michael Pasquini)

2012: sem teu corpo eu sinto frio

Também vou imprimir a foto de nós dois na noite de berlim, só pra colar tua safadeza no retrovisor. daí quando eu olhar para trás, vou sempre lembrar o dia que você entrou na minha vida…

Heráclito

“Nos mesmos rios entramos e não entramos, somos e não somos”
(Heráclito de Éfeso. Foto: Pedro Falcão)

O Mito do Eterno Retorno – O Disco

“E se um dia ou uma noite um demônio se esgueirasse em tua mais solitária solidão e te dissesse: ‘Esta vida, assim como tu a vives agora e como a viveste, terás de vivê-la ainda uma vez e ainda inúmeras vezes; e não haverá nela nada de novo, cada dor e cada prazer e cada pensamento e suspiro e tudo o que há de indizivelmente pequeno e de grande em tua vida há de retornar, e tudo na mesma ordem e sequência’ – [...] (continua)

Infinito Instante

o infinito é gigante, é gigante, é gigante
o infinito é tão pouco, é tão pouco, é tão pouco
o infinito é o nosso amor, é tão pouco um instante
o instante é infinito, é gigante, é tão pouco
um domingo o mundo todo, uma roda um instante
uma roda é gigante um domingo é tão pouco
como é triste um só latido uma noite infinito
como é só um só domingo é tão pouco um instante
como é doce ao teu lado, é gigante
o tempo todo, o tempo, infinito instante
como é doce ao teu lado, é gigante
o tempo todo, o tempo, infinito instante
(Dan Nakagawa, O Oposto de Dizer Adeus. Foto: Ana Shiokawa e Vinícius Mariano)

Ismael Caneppele

ANOTAÇÕES SOBRE UMA VIAGEM QUE NÃO FOI FEITA

Os dias tem sido dedicados à descoberta de algo, qualquer coisa, que possa vir a ser inesquecível. por isso caminhamos tanto à procura de uma parte esquecida da cidade. (continua)

Nelo Johann

O músico Nelo Johann como ator no clipe O Oposto de Dizer Adeus. Também foi parceiro de Dan na música Two Thousand Miles Between Smiles.

Eu Sofro Por Amor

eu queria que minha vida fosse assim
simples como essa melodia
que você cantou pra mim
tomar um café da manhã num jardim
simples um raiar do dia deitados no capim
como uma casa na beira do mar
como uma flor que nasce e morre
uma comédia romântica que no final tudo se acertará
como a chuva que cai no fim do dia
como a chuva que cai no fim do dia
mas nada é tão fácil assim, minha comédia é tão trágica
minha certeza voa com o vento
mas nada é tão leve assim, desfaço e faço do meu sonho bom
meu sangue quente escorre em sílabas de dor
porque eu sofro por amor
porque eu sofro por amor

(Dan Nakagawa / foto: Vinícius Mariano / na foto: Renata Jesion e Priscilla Maia)

O Lobo e a Primavera

Porque você não quer ver que a vida também é sofrer
Que a harmonia nasce da guerra
Tudo que nasce tende a se soltar como um lobo se solta na escuridão
Na manhã que nasce com a primavera (continua)

Otávio Ranzani

…”Mas eu não me acostumo: carrego um relógio no bolso, para ver se a encontro na hora certa. necessito dizer pra ela que café é tão bom quanto o chá de nossa horta. minha mãe ainda é a sereia de meus sonhos”. (continua)

Rogério Bastos

É baterista e foi produtor do disco O Oposto de Dizer Adeus.

Cristiane Lisbôa

…quando Ana pensou que os santos, os deuses, os anjos a tinham escutado e com mata borrão apagado boa parte de um sentir já não bem-vindo. Ana pensa errado e confia em demasia em anjos, deuses e santos… (na foto: Pedro Falcão / foto: Fábio Andrade)

A Linha e o Linho (Gilberto Gil)

Clipe dirigido por Guilherme Simas

Two Thousand Miles Between Smiles

Direção, Fotografia, Montagem, Produção e Atuação: Tuane Eggers / Música: Dan Nakagawa e Nelo Johann
http://pecansunlimited.com/skin/frontend/base/lifelink.php?mht=217